Dignoestranho


Ventos frios
julho 30, 2012, 9:03 pm
Filed under: Uncategorized

Eu só tenho um pouco de pena do que fica aí dentro.

Fico pensando em como é difícil guardar o que se é.

Sem mãos quentes de verdade no rosto gelado.

Sem o lençol desalinhado pela manhã.

O mundo ainda não conhece o que precisa conhecer… De ti.

Eu contarei um pequeno segredo…

Tenho muito medo e curiosidade.

Medo do que se passa aí dentro e curiosidade de conhecer quem tanto se esconde.

Eu queria que não fosse assim…

Eu queria poder ser poeta.

Mas não.

Não assim…

Sozinho é mais difícil… Mas isso aprendi, contigo, que é mais que necessário.

Essa… Auto-suficiência.

Foi bom ter tido você na minha vida durante todo esse tempo.

Gracias.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: