Dignoestranho


maio 20, 2012, 8:01 am
Filed under: Uncategorized

Não são nem sete horas da manhã de domingo.

Ontem eu só fiz algumas suposições…

Eu não me canso.

Ele quebrou meu coração, me matou por dentro e pela primeira vez me fez sofrer desse modo.

Não temos tempo.

Ele não tem.

Ele veio e deixou minhas vontades como as dele.

Ele veio sem que eu soubesse o que era, o que poderia ser.

Eu bebi alguns goles antes de mergulhar…

E na minha cabeça essa foi uma boa noite.

Eu supus que essa noite você foi meu cobertor.

Minha mão não cansou do teu corpo.

Minha boca se perdeu com teu prazer.

E em silêncio eu fiquei sem saber o que sentias.

Na pouca luz que havia eu pude só ver teus olhos escuros.

Mais uma vez… Sem bonitas palavras.

Só as simples e sinceras.

Como uma criança inocente. Se é que não sou isso pra ele.

Ele mal sabe… Mas estará sempre comigo.

Mesmo eu já morto.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: